Qual a diferença entre a Europa Ocidental e a Europa Oriental durante e após a guerra fria???

1 Respostas

Resposta
1
  • Ambicioso

Basicamente os países que fazem parte da Europa Ocidental estão mais desenvolvidos (economicamente e socialmente) do que os que fazem parte da Europa Oriental. A Europa Ocidental conta com um maior desenvolvimento, um menor percentual de desemprego, uma maior qualidade de vida.

São muitos os países que fazem parte da Europa Ocidental. Por isso se formos parar para prestar atenção, existem muitas diferenças entre eles, principalmente no clima e na cultura.

Com o final da Guerra Fria, em 1991, e o fim da União Soviética, 15 países conquistaram a sua independência: Estônia, Letônia, Lituânia, Rússia, Ucrânia, Bielorrússia, Moldávia, Geórgia, Armênia, Azerbaijão, Cazaquistão, Turcomenistão, Tajiquistão, Uzbequistão e Quirguistão.

O final da Guerra Fria trouxe também o fim da terminologia Europa Ocidental, pois parou de fazer sentido separar a Europa, visto que novos acordos redefiniram o mapa político Europeu. Porém esse termo ainda é utilizado por diversas pessoas.

O importante é entender a diversidade da Europa e que, mesmo dividida entre Oriente e Ocidente, dentro do Ocidente existem diferenças muito grandes tanto econômicas quanto culturais.

Explicação:

Essa divisão foi “criada” no fim da Segunda Guerra Mundial, para dividir os países capitalistas (sob influência dos Estados Unidos) dos comunistas (sob influência da União Soviética). Atualmente, se formos pensar nessa divisão, basicamente separa a Europa entre a parte mais desenvolvida da parte menos desenvolvida.

Muitos países que fazem parte da Europa Ocidental possuem uma das melhores economias da Europa, como é o caso da Alemanha, Reino Unido, França, Suíça, Suécia, Holanda e Dinamarca.

Porém, existem alguns países que enfrentaram crises e ainda não se estabilizaram totalmente, como é o caso de Portugal, Grécia e Espanha.

fonte: eurodicas