História,
Completa adequadamente as lacunas:Platão se dedicou a definir as formas de conhecer e as diferenças entre o conhecimento verdadeiro e a ilusão. Para ele, há diferentes maneiras de conhecer, diferentes graus de conhecimento. Platão aponta quatro formas diferentes, quatro graus de conhecimento que vão do grau inferior ao superior: crença, opinião, raciocínio e intuição intelectual. Esses conhecimentos se dividem, segundo ele, em dois grupos, conforme explica Chauí (2012):I. Conhecimento - que abrange a crença e a opinião. A crença é nossa confiança no conhecimento sensorial, cremos que as coisas são como as percebemos de forma sensorial. Já a opinião é nossa aceitação sobre o que nos ensinaram sobre as coisas. Pensamos de acordo com nossas lembranças e sensações. Platão defende que devemos nos afastar desses conhecimentos por serem ilusórios, por nos oferecerem apenas a aparência das coisas, as sombras das coisas verdadeiras. II. Conhecimento - composto pelo raciocínio e pela intuição intelectual. Esse é o conhecimento considerado válido para Platão. O raciocínio exercita e treina o pensamento, nos distancia das meras sensações e opiniões, e nos prepara para a intuição intelectual, que é como podemos conhecer a essência das coisas. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas:.

2 Respostas

Resposta de: ,

explicação:

o verbo, quanto à predicação, pode ser classificado em:

- transitivo: é o verbo considerado de sentido incompleto, que exige complemento que lhe integre o sentido. esse pode ou não vir revelado na oração.

- transitivo direto: é aquele que vem acompanhado de um objeto sem preposição obrigatória (objeto direto ou objeto direto preposicionado).

o exemplo traz um verbo transitivo direto, pois o verbo comprar exige complemento para inteirar seu sentido. quando se compra, compra-se obrigatoriamente algo.

o complemento do verbo é chamado de ‘objeto’. quando esse objeto é ligado ao verbo sem intervenção de uma preposição é chamado de ‘objeto direto’, assim o verbo torna-se ‘verbo transitivo direto’.

há também o ‘objeto direto preposicionado’, esse é ligado ao verbo por uma preposição não obrigatória.

veja:

ex.: a bruxa bebeu de sua poção mágica.

transitivo complemento com preposição

direto não obrigatória

- transitivo indireto: esse vem acompanhado de um objeto com preposição obrigatória (objeto indireto).

ex.: os filhos devem obedecer aos pais.

transitivo indireto objeto indireto (preposição obrigatória)

o exemplo traz um verbo que requer complemento para integrar seu sentido, pois quem ‘obedece’, obedece, necessariamente, a alguém ou algo. esse complemento ligado ao verbo com a intervenção de uma preposição é chamado de ‘objeto indireto’.

- transitivo direto e indireto: aquele que vem acompanhado de um objeto sem preposição (objeto direto) e de um objeto com preposição (objeto indireto).

ex.: o jornal dedicou uma página ao episódio.

verbo transitivo objeto direto objeto indireto

direto e indireto

- intransitivo: é o verbo considerado de sentido completo, que não exige complemento que lhe integre o sentido.

ex.: a criança dorme.

- verbo de ligação: é aquele que serve para estabelecer certo tipo de relação entre um atributo do sujeito e o sujeito, sempre com significado de estado ou mudança de estado.

ex.: o bebê é calmo.

sujeito verbo de ligação atributo do sujeito

estado permanente

o bebê está calmo.

sujeito verbo de ligação atributo do sujeito

estado transitório

o bebê ficou calmo.

sujeito verbo de ligaç

Resposta de: ,

resposta:

resumo de história: egito antigo. as águas do rio nilo permitiram o surgimento de um extenso e opulento império em meio ao deserto do saara, na áfrica. a civilização egípcia antiga permaneceu nas margens do rio nilo entre os anos de 3200 a.c a 32 a.c, onde se incia o domínio romano

Resposta de: ,
Impostos estaduais: qualquer bem móvel, novo ou usado, inclusive semovente; a energia elétrica;
Resposta de: ,
Conhecermos as histórias mais antigas do povo grego devemos primeiro conhecer a sua cultura, sendo ela repleta de mitos fantásticos, e são por esse mitos que podemos conhecer o povo grego, a sua história é passa via oral( de boca a boca), com os mitos os gregos acham formas de explicar o que não conseguiam entender com os raios, então para explicar esse fenômeno natural   diziam que era zeus no grande fontes indispensáveis são os mitos pq sem eles nn conheceríamos esse ter ajudado : )