Português,
A) Faça a divisão dos versos em sílabas poéticas e indique o número dessas sílabas em cada um: b) Como são dispostas as sílabas do poema? São ricas ou pobres?


A) Faça a divisão dos versos em sílabas poéticas e indique o número dessas sílabas em cada um: b)

2 Respostas

Resposta de: ,

a) A seguir, a divisão dos versos em sílabas poéticas:  

Mer/ca/do / do / pei/xe,  

mer/ca/do / da au/rO/RA:

Can/ti/gas, / a/pe/los,

pre/gões / e / ri/sa/das

Á /pro/a / dos / bar/cos

que / che/gam / de / fO/RA

Cor/da/mes / e / re/des

dor/min/do / no / fUN/DO

Á /po/pa es/ten/di/das,

as / ve/las / mo/lha/das;

Foi a / noi/te / de / chu/va

nos / ma/res / do / mUN/DO

Pu/re/za / do / lar/go,

pu/re/za / da au/rO/RA;

Há / vis/cos / de / san/gue

no / so/lo / da / fei/ra

Se eu / ti/ves/se um /bar/co,

par/ti/ri/a a/gO/RA.

O / lon/ge / que as/pi/ro

no / ven/to / sal/gA/DO

Tem / gos/to / de um / cor/po

que / cin/ti/la e / chei/ra

Pa/ra / mim / so/zi/nho,

num / mar ig/no/rA/DO.

Observa-se que em cada um dos versos existem cinco sílabas poéticas.

b) As rimas do poema estão dispostas apenas com os versos 2 e 6 de cada estrofe.

Resposta de: ,

1) A: O poema descreve um mercado de peixe (conforme verso 2), localizado próximo ao cais e aos barcos pesqueiros.

B: As sugestões visuais são dadas pelas palavras: pureza da aurora, viscos de sangue no solo da feira, noite de chuva, corpo que cintila.

C: As sugestões sonoras são dadas pelas palavras: cantigas, apelos, pregões e risadas.

D: As sugestões táteis são dadas pelas palavras: barcos, cordames, redes, velas molhadas, solo da feira, chuva.

E: As sugestões gustativas são dadas pelas palavras: vento salgado, gosto de um corpo.

2) Apesar de estar rodeado de pessoas, como evidenciado pelas sugestões sonoras, o eu lírico se sente sozinho, ignorado, deseja estar em outro local (conforme o verso "o longe que aspiro") e, se tivesse oportunidade, sairia daquela situação (conforme expresso no verso "se eu tivesse um barco, partiria agora").

3) A: O poema apresenta 4 (quatro) estrofes.

B: Em cada estrofe há 6 (seis) versos. Essas estrofes se chamam sextilhas.

C: A seguir, a divisão dos versos em sílabas poéticas: 

Mer/ca/do / do / pei/xe,  

mer/ca/do / da au/rO/RA:

Can/ti/gas, / a/pe/los,

pre/gões / e / ri/sa/das

Á /pro/a / dos / bar/cos

que / che/gam / de / fO/RA

Cor/da/mes / e / re/des

dor/min/do / no / fUN/DO

Á /po/pa es/ten/di/das,

as / ve/las / mo/lha/das;

Foi a / noi/te / de / chu/va

nos / ma/res / do / mUN/DO

Pu/re/za / do / lar/go,

pu/re/za / da au/rO/RA;

Há / vis/cos / de / san/gue

no / so/lo / da / fei/ra

Se eu / ti/ves/se um /bar/co,

par/ti/ri/a a/gO/RA.

O / lon/ge / que as/pi/ro

no / ven/to / sal/gA/DO

Tem / gos/to / de um / cor/po

que / cin/ti/la e / chei/ra

Pa/ra / mim / so/zi/nho,

num / mar ig/no/rA/DO.

Observa-se que em cada um dos versos existem cinco sílabas poéticas.

D: As rimas do poema estão dispostas apenas com os versos 2 e 6 de cada estrofe.

Resposta de: ,
Nos mares do mundo letra A me da 20 pontos
Resposta de: ,
Olá!

1) A: O poema descreve um mercado de peixe (conforme verso 2), localizado próximo ao cais e aos barcos pesqueiros.

B: As sugestões visuais são dadas pelas palavras: pureza da aurora, viscos de sangue no solo da feira, noite de chuva, corpo que cintila.

C: As sugestões sonoras são dadas pelas palavras: cantigas, apelos, pregões e risadas.

D: As sugestões táteis são dadas pelas palavras: barcos, cordames, redes, velas molhadas, solo da feira, chuva.

E: As sugestões gustativas são dadas pelas palavras: vento salgado, gosto de um corpo.

2) Apesar de estar rodeado de pessoas, como evidenciado pelas sugestões sonoras, o eu lírico se sente sozinho, ignorado, deseja estar em outro local (conforme o verso "o longe que aspiro") e, se tivesse oportunidade, sairia daquela situação (conforme expresso no verso "se eu tivesse um barco, partiria agora").

3) A: O poema apresenta 4 (quatro) estrofes.

B: Em cada estrofe há 6 (seis) versos. Essas estrofes se chamam sextilhas.

C: A seguir, a divisão dos versos em sílabas poéticas: 

Mer/ca/do / do / pei/xe,  

mer/ca/do / da au/rO/RA:

Can/ti/gas, / a/pe/los,

pre/gões / e / ri/sa/das

Á /pro/a / dos / bar/cos

que / che/gam / de / fO/RA

Cor/da/mes / e / re/des

dor/min/do / no / fUN/DO

Á /po/pa es/ten/di/das,

as / ve/las / mo/lha/das;

Foi a / noi/te / de / chu/va

nos / ma/res / do / mUN/DO

Pu/re/za / do / lar/go,

pu/re/za / da au/rO/RA;

Há / vis/cos / de / san/gue

no / so/lo / da / fei/ra

Se eu / ti/ves/se um /bar/co,

par/ti/ri/a a/gO/RA.

O / lon/ge / que as/pi/ro

no / ven/to / sal/gA/DO

Tem / gos/to / de um / cor/po

que / cin/ti/la e / chei/ra

Pa/ra / mim / so/zi/nho,

num / mar ig/no/rA/DO.

Observa-se que em cada um dos versos existem cinco sílabas poéticas.

D: As rimas do poema estão dispostas apenas com os versos 2 e 6 de cada estrofe.

Espero ter ajudado!
Resposta de: ,

resposta:

saci

explicação:

Resposta de: ,

resposta:

o pré- modernismo é o período que antecede ao modernismo. não é considerado um movimento literário, mas apenas um período de transição.

o s escritores do pré- modernismo não foram tão bem sucedidos por passarem por um momento de conservadorismo . no entanto, o modernismo

é uma literária consolidada. nessa fase ocorreu o amadurecimento da literatura social e política que o pré- modernismos tão bem sintetizou.

o k

explicação: