Português,
O que foi a era colonial e que marcou o período. De transição entre a era colonial e a era nacional ?

2 Respostas

Resposta de: ,

A Era Colonial e a Era Nacional são separadas por um período de transição que corresponde à emancipação política do Brasil. As datas que delimitam fim e início de cada era são, na verdade, marcos onde acentua-se um período de ascensão e outro de decadência.

Fixa minha resposta aí :)

Resposta de: ,

Ola tudo bom?

\bf \colorbox{red}{O que foi a era colonial e que marcou o período \: de transição entre a era colonial e a era nacional?}

A Era Colonial e a Era Nacional são separadas por um período de transição que corresponde à emancipação política do Brasil. As datas que delimitam fim e início de cada era são, na verdade, marcos onde acentua-se um período de ascensão e outro de decadência.

Explicação:

..

Resposta de: ,

resposta:

explicação:

fernando pessoa (1888-1935) foi um dos mais importantes poetas em língua portuguesa, a figura central do modernismo português.

fernando pessoa nasceu em lisboa, portugal, no dia 13 de junho de 1888. aos seis anos de idade foi com a família para a áfrica do sul, onde cursou o primário e o segundo grau. iniciou a universidade de capetown, mas regressou a lisboa em 1905 e matriculou-se no curso de filosofia na faculdade de letras, porém não concluiu o curso.

só aos vinte anos, fernando pessoa escreveu poesias e prosas em português, tendo escrito de 1902 a 1908 somente em inglês. em 1912, estreou como crítico literário na revista “águia”. a partir de 1915, liderou o grupo mentor da revista “orpheu”, que teve uma vida curta, mas enquanto durou, fernando pessoa publicou poemas que escandalizaram a sociedade conservadora da época. os poemas “ode triunfal” e “opiário”, escritos por seu heterônimo “álvaro de campos”, provocaram reações violentas levando os “orfistas” a serem apontados, nas ruas, como “loucos” e “insanos”.

durante sua vida, como poeta, fernando pessoa era conhecido por criar múltiplas personalidades - os heterônimos, cada um com sua vida própria, entre eles: alberto caeiro, ricardo reis e álvaro de campos - o seu mais importante personagem - poeta revoltado e inconformado com o universo que vê.

mestre da poesia, fernando pessoa mostrou muito pouco de seu talento em vida. foi na época em que com a revista “presença” (1927), que sustentava a liberdade de expressão e apregoava a emoção estética como o real objetivo do movimento modernista. além das representações poéticas dos heterônimos, há os poemas de fernando pessoa, ele mesmo, como “o nada que é tudo”, ou ainda, os versos da “autopsicografia” que enunciam o mistério da criação poética que ele próprio sentiu.

das quatro obras que fernando pessoa publicou em vida, três são em inglês: “antinous”, “35 sonnets” e “inscriptions”. na obra “mensagem” (1934), o poeta faz uma réplica de os lusíadas a partir de uma perspectiva nacionalista mística. atuando como um verdadeiro sebastianista, prega a volta do rei d. sebastião – morto na áfrica em 1578 – para restaurar portugal e o quinto império.

fernando pessoa faleceu em lisboa, portugal, no dia 30 de novembro de 1935, com apenas 47 anos.

Resposta de: ,
Para a divisão: você deve retirar a virgula dos números usando multiplicacões como por exemplo 1,2\0,6 : 1,2.10, 0,6.10 = 12 \6
para a multiplicação, é só multiplicar normal e dopois ver quantos números à depois da virgula e colocar no final