Menu
alguem sabe a resposta dessa pergunta?, Os negros trabalham principalmente na produção de minérios preciosos e nas plantações. o trabalho nas minas, extremamente duro, consome rapidamente a mão de obra, de modo que os espanhóis preferem os índios, cuja morte prematura não lamentam, pois não pagavam nada por eles. em regiões como nova granada (colômbia) utiliza-se quase que exclusivamente negros na extração de minérios, pois não há índios disponíveis. o ritmo de reprodução biológica do escravo é muito lento; em todo caso, menor que as necessidades de reposição de mão de obra. na américa espanhola não há nada parecido com os criadores de escravos da virgínia e carolina do sul (estados unidos) destinados à venda para plantações de algodão localizadas mais ao sudoeste. pelo contrário: é notória a alta taxa de abortos provocados deliberadamente pelas mulheres escravas, ou então como consequência das duras condições de trabalho. além disso, para o proprietário, uma mulher grávida é mão de obra forçada a trabalhar menos. assim, para não perder os dias de trabalho, os amos preferem que as mulheres abortem. no geral, tendeu-se - e não somente nas colônias espanholas - a importar muito mais homens negros que mulheres. o homem é preferido por razões produtivas. no que se refere às crianças que nascem, a enorme mortalidade existente nas plantações faz com que somente 10% delas chegue à idade adulta. geralmente os amos possuem negros de diferentes origem tribal e cultural. quanto menos se entenderem entre si, menores são as possibilidades de entrar em acordo para ações comuns de reivindicações. quando a escravidão e a servidão são abolidas legalmente, sem que isso signifique ao mesmo tempo mudanças fundamentais na estrutura da sociedade, os valores antigos persistem, assim como os hábitos e usos, os preconceitos raciais e o simbolismo inerentes à sociedade legalmente superada, mas não nas relações reais, atuantes e eficazes. o que usualmente se chama de “mentalidade” se prolonga, se petrifica em favor da permanência daquilo que, dia a dia, hora a hora, segrega essa “mentalidade”. (pomer, león. história da américa hispano-lndígena. são paulo: global. 1983. p. 116-121. )1. aponte as características do sistem a escravagista citadas peto autor. 2. segundo o autor, os proprietários de escravos utilizavam diferentes estratégias para evitar resistência e união dos escravos. de acordo com as inform ações anteriores, é possível a firm a r que essa estratégia sem pre funcionava? explique. 3. explique a que "m entalidade" o autor faz referência no últim o parágrafo do texto

1 Resposta

Resposta
1
  • Ambicioso

Olá!!

1 - Os sistemas escravistas era onde os escravos negros trabalhavam, no texto temos vários lugares citados, como: na produção de minérios precisos, trabalho em minas, extração de minérios, plantações e também tinha o trabalho domestico.

2 - Sim, os proprietários de escravos possuíam varias estratégias para impedir a união dos mesmos. O principal método era comprar escravos que era de distintas origens tribais, culturais e idiomáticas, pois assim não conseguiram se comunicar entre si. Porém não era sempre que eles tinham sucesso, algumas vezes os escravos conseguiam fugir.

3 - A Mentalidade estaria se referindo, ao modo de pensar de antigamente onde os brancos, ou a raça ariana, se achavam superiores a todas as outras raças e queriam ter o poder sobre tudo e todos.

Espero ter ajudado! Bons Estudos!

­