Um homem com neurofibromatose, filho de pai heterozigoto e mãe normal, se casa com uma mulher fenotipicamente normal. Sabe-se que a neurofibromatose é de herança dominante. Eles gostariam de saber se existem chances de terem filhos com as mesmas características do genitor e quais são essas proporções.
Construa um heredrograma a partir destas informações, e explique os resultados, através do quadro de Punnett, genotípicos e fenotípicos.

1 Respostas

Resposta
1
  • Ambicioso

Após realizar o cruzamento entre os genótipos descobriu-se que a probabilidade de terem filhos com as mesmas características do genitor é de 50%.



Explicação:



A questão afirma que a doença é uma condição dominante, então para ser afetado precisa ter pelo menos um alelo dominante "A". Como o homem é afetado (com neurofibromatose), então ele possui pelo menos um alelo dominante "A". Consequentemente, quem é normal não tem nenhum alelo dominante, tendo genótipo homozigoto recessivo (aa).



Como ele é filho de uma mãe normal (aa) e de um pai heterozigoto (Aa), o genótipo dele é Aa, pois recebeu um alelo "A" do pai e um alelo "a" da mãe.



O homem afetado (Aa) casou-se com uma mulher normal (aa). Para saber se os filhos também serão afetados iremos fazer o cruzamento entre os genótipos com o quadro de Punnett:



Aa x aa







Aa, Aa, aa, aa são genótipos encontrados. Ou seja, o casal apenas gera descendentes com os genótipos ⇒ "Aa" e "aa".



Observa-se que metade dos genótipos determina a condição de ser afetado (Aa), pois possuem um alelo dominante, e outra metade é normal.



Assim, existe 50% de chance dos descendentes terem neurofibromatose (com genótipo heterozigoto "Aa") e 50% serem normais (com genótipo homozigoto recessivo).



No heredograma iremos representar 50% dos filhos sendo afetados e 50% normais. Pode ser 1 afetado e 1 normal, 2 afetados e 2 normais, 3 afetados e 3 normais, etc... pois o quadro de punnett apenas mostra as proporções de genótipos e fenótipos dos filhos, mas não o número de filhos que vai no heredograma.